Soneto à Marquesa de Gouveia

Numa parte do post anterior se falava das excelências da vida contemplativa, como o incentivo e admiração por esta sublime vocação deve estar presente em nossa Agenda Católica. Ora, faço saber por meio deste que o poeta Anastácio Ayres de Penhafiel entendeu-o muito bem. Os seguintes versos louvam a "Excelentíssima Senhora Marquesa de Gouveia que renunciando as pompas do … Continue lendo Soneto à Marquesa de Gouveia

Buscando a Cristo

A vós correndo vou, braços sagrados, nessa Cruz sacrossanta descobertos que, para receber-me, estais abertos, e, por não castigar-me, estais cravados. A vós, divinos olhos, eclipsados de tanto sangue e lágrimas cobertos, pois, para perdoar-me, estais despertos, e, por não condenar-me, estais fechados. A vós, pregados pés, por não deixar-me, a vós, sangue vertido, para … Continue lendo Buscando a Cristo